SPFW comemora 25 anos com edição digital que ocupará cidade

Pela primeira vez o SPFW será interativo e aberto ao público. Ocupando a cidade com empensas, painéis, caminhões carregando projeções pela ruas e tricilos passando por ciclovias, o evento que comemora 25 anos de existência em 2020 terá pela primeira vez edição 100% digital e interativa e acontece do dia 4 ao dia 8 de novembro.

LEIA MAIS:
Temporada de calor: saiba como prevenir o surgimento de manchas na pele
Outubro Rosa: um mês inteiro dedicado à saúde da mulher
Quais são direitos das mulheres com câncer de mama?

“Esta temporada será antenada por algo que já vinhamos discutindo que é como ocupar a cidade, inclusão, diversidade, tranformação processos digitais sem perder relação com o produto brasileiro e dos processos humanos e afeitvos”, contou Paulo Borges em ligação por Zoom com a imprensa especializada do Brasil.

O evento, que ocorre duas vezes por ano (por volta de abril e outubro de cada ano) teve sua última edição cancelada por conta da pandemia do coronavírus – como aconteceu com diversos desfiles pelo globo. “Foi a única vez que não realizamos uma edição na história do SPFW e foi pensando no lado humano, que sempre pautou o evento”, contou Paulo. Assim como as semanas de moda internacionais que se adaptaram às restrições da Covid-19, o SPFW terá edição com line-up digital e as lives, projeções e divulgações serão abertas ao público em plataformas digitais e em happenings pela cidade.

“Achei muito importante o evento não esconder por causa da pandemia” contou Alexis Anastasiou, um dos curadores do evento resposável pelas intervenções urbanas do evento. A abertua será no dia 4 de novembro no Vale do Anhangabaú com espetáculo de dança, luz, com balé de drones, projeções nas águas fazendo uma projeção. “A ocupação da cidade será muito ambiciosa”, completou, dizendo que unidades móveis feitas por caminhões com projetores superpotentes que passearam pelas cinco regiões da cidade mostrando momentos dos 25 anos de história além de apresentações do line-up atual.

Além dos caminhões duas empenas serão projetadas em locais icônicos da cidade como a esquina da Avenida Paulista e Rua da Consolação. Haverá também uma empena sobre o Minhocão, perto do prédio da Funarte. Por conta da luz, todas as projeções acontecerão à noite, das 19h às 24h e terão conteúdos atuais como conteúdo histórico, lembrando a trajetória do evento.

Haverá ainda transmissões ao vivo pelas mídias sociais de conteúdos dos participantes da edição, como tem sido o prache nas semanas de moda internacionais. No line-up estão 36 apresentações, desfiles e coleções inéditas.

“Esse formato digital, ele não volta para trás. Vamos voltar lentamente para o físico, mas com esse futuro digital”, cravou Paulo Borges, falando sobre as mudanças no evento e falou ainda sobre a edição do ano que vem, que ele espera ser omnicanal, mesclando digital e físico.

Via: Marie Claire

Compartilhar: