Diretrizes sobre sexo seguro durante pandemia do coronavírus

O governo da Irlanda emitiu diretrizes sobre sexo seguro e masturbação durante a pandemia do novo coronavírus, a Covid-19.

Seja sexualmente ativo apenas com alguém com quem você mora e que não foi testado como positivo ou está com sintomas do vírus, evite beijar alguém fora de sua casa ou que tenha sintomas, informou o país.

“Vale a pena considerar uma pausa nas interações físicas, especialmente se você encontrar seus parceiros sexuais online ou ganhar a vida fazendo sexo. Considere ter encontro em vídeos, sexting (sexo por mensagens de texto) ou salas de bate-papo. Certifique-se de desinfetar teclados e telas sensíveis ao toque que você compartilha com outras pessoas”, dizem as diretrizes.

Leia mais:
Reflexo dos pais na saúde mental dos filhos
Por que países liderados por mulheres se destacam no combate à pandemia?
Coronavírus: cinco dicas para ajudar uma vítima de violência doméstica durante a quarentena

Orientações sobre sexo seguro

O governo ainda fez orientações sobre a masturbação, que não vai transmitir o novo coronavírus. “Especialmente se você lavar as mãos (e qualquer brinquedo sexual) com água e sabão por pelo menos 20 segundos antes e depois.”

O senador de Dublin, Fintan Warfield, já havia sugerido aos que estão em isolamento social que “desfrutem de amor próprio e pornografia”. Em seu perfil no Twitter, ele reforçou a importância de ficar em casa e instruiu as pessoas com necessidades para se satisfazerem que “a velha e simples masturbação” é uma maneira de manter a distância e aliviar os desejos carnais reprimidos.

“O distanciamento social se aplica a sexo e conexões. Portanto, explore outras maneiras de satisfazer suas necessidades. Sexo por telefone, sexo com câmera, ler conto erótico, assistir pornô ou simplesmente masturbação”, tuitou Waterfield.

Compartilhar: