Mulher de 103 anos comemora cura do coronavírus bebendo cerveja

Uma mulher de 103 anos sobreviveu à Covid-19 em Massachusetts, nos Estados Unidos. A polonesa Jennie Stejna foi a primeira a testar positivo para coronavírus em sua casa de repouso. A instituição já tem cerca de 33 infectados. Em comemoração, por ter se livrado do vírus, a senhora abriu uma cerveja.

De acordo com a neta, Shelly Gunn, Jennie não entendeu muito o que era a Covid-19, mas se sentia muito doente. Ela conta que até mesmo recebeu uma ligação do asilo pedindo para ela ir visitar a avó e dizer adeus.

Leia mais:
Magazine Luiza ganha destaque na luta contra violência doméstica nas redes sociais
Salma Hayek lança campanha para combater violência doméstica durante quarentena
Projeto ‘Justiceiras’ recebe denúncias de violência contra mulher durante quarentena

Apesar disso, a polonesa derrotou o vírus. No dia 13 de maio, Jennie já estava bem novamente. “Essa velha avó polonesa nossa derrotou oficialmente o coronavírus”, disse o marido de Shelley, Adam Gunn, para um jornal local. “Estamos realmente muito agradecidos”, finaliza.

Jennie viveu toda a sua vida em Massachusetts junto ao marido Teddy que morreu aos 82 anos. Casados em 1938, os dois ficaram juntos por 54 anos.

“Ela é uma ávida jogadora de bingo, gostava de ler e de fazer crochê até ter artrite”, diz a neta. De acordo com ela, a avó é “fã de esportes hardcore de Boston. Ela costumava sentar do lado de fora e ouvir os jogos do time de beisebol de Boston, o Red Sox, no rádio.”

Jennie Stejna tem dois filhos, três netos, quatro bisnetos e três tataranetos. Agora curada de COVID-19 tem como seu maior desejo ver um jogo novamente.

Via: Correio Braziliense

Compartilhar: