Magazine Luiza ganha destaque na luta contra violência doméstica nas redes sociais

Quando a gente tem uma mulher no comando de uma das maiores redes varejistas do Brasil, temos o privilégio de conseguir o botão para denúncia de violência doméstica dentro do super app Magalu.

E para promover o botão, o Magazine Luiza realizou uma série de posts nas redes sociais. No mais recente, sua influenciadora virtual Lu aparece segurando um cartaz onde orienta mulheres a denunciarem violência fingindo que estão fazendo uma compra.

Leia mais:
Projeto ‘Justiceiras’ recebe denúncias de violência contra mulher durante quarentena
Salma Hayek lança campanha para combater violência doméstica durante quarentena
Coronavírus: cinco dicas para ajudar uma vítima de violência doméstica durante a quarentena

“Ei, moça! Finja que vai fazer compra lá no APP Magalu. Lá tem um botão para denunciar a violência contra a mulher”, diz a publicação realizada no Instagram do Magazine Luiza. A legenda completa: “Compartilhe essa imagem e ajude a fazer essa mensagem chegar ao maior número de mulheres possível. #EuMetoAColherSim 🥄”.

 

Há cerca de uma semana, o Magazine Luiza já tinha feito outra publicação que atraiu muita visibilidade nas redes sociais.

Em um post do Instagram o consumidor encontrava uma imagem com os dizeres “Produtos para esconder marquinhas e manchas por 1,80?”.

Ao arrastar para o lado o post dizia que não era uma oferta, e dava dicas sobre como denunciar violência doméstica.

Botão de denúncia no app do Magazine Luiza

O botão está disponível desde o ano passado no app do Magazine Luiza, mas com o isolamento provocado pelo novo Coronavírus, há uma grande preocupação das entidades ligadas ao assunto de que haja um aumento no número de casos de violência doméstica em todo o mundo.

Para acessar o botão de denúncia no app do Magalu, basta abrir o app, ir em “Sua Conta”, no menu e encontrar a opção “Denuncie violência contra mulher”.

Luiza Helena Trajano, disse ao Estadão que a pandemia escancarou a desigualdade social e trouxe à tona a questão da violência feminina. “A mulher que mais sofre é aquela que enfrentava problemas de violência doméstica, não tinha coragem de denunciar e agora tem de ficar em casa junto com agressor.” De acordo com a matéria do Estadão houve crescimento de 400% no uso do botão no app durante a quarentena.

Via: Geek Publicitário

Compartilhar: